The Lair of Seth-Hades: Junho 2010
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

segunda-feira, 28 de junho de 2010

EM TARDE SER... AMANHÃ SENDO...




EM TARDE SER...
AMANHÃ SENDO...

Amanheço amanhã isso
A manha disso foi ontem
Que te teço tarde o viço
E importa que se contem

Quando o que nos resta
A que compreendamos
É esta derradeira fresta
Por onde [des]andamos

Francisco de Sousa Vieira Filho

ARTE: Rui de Oliveira - http://ruideoliveira.blogspot.com/ & http://www.ruideoliveira.com.br/

Link direto: http://4.bp.blogspot.com/_-a-sTJdKn_k/S_05JTE_nGI/AAAAAAAAAJo/tid_3nMLDdc/s1600/VINHETA+63+-+A.JPG

quinta-feira, 3 de junho de 2010

EXER[CI-CIO]


MÁSCARA

Letra é moldura, é veste;
Sentimento é ruptura, é tensão;
Que de palavras, por vezes, se reveste.
Letra é trovão do sentimento-raio,
Que na palavra move a si – ação
Árvore-seca para flor-de-maio
Abismo em que por vezes caio.

Francisco de Sousa Vieira Filho 
----------------------------------------
A[COM]PANHADO

Enlevo é mergulho no outro
Cumplicidade corpórea
Fagocitose mútua
Estático êxtase
Ao fim de um bailar
Quase convulso...

Francisco de Sousa Vieira Filho

----------------------------------------

NA MÃO

Com o coração
Na boca,
[Al]quebrado,
Sente o gosto,
Os caquinhos...

Francisco de Sousa Vieira Filho
----------------------------------------

CAMA, MESA & BANHO

Sonhos autênticos que deveras temos,
Ou que, gado arrebanhado,
O mundo quis tivemos?!

Francisco de Sousa Vieira Filho 
----------------------------------------

AGORA

Pro inferno o que passou
Quero, da vida, o que sou
Não que fui, ou o que fiz
Só o que minh’alma diz
Que me diga então Eu Sou
Fora da capa e do verniz
Ainda escapo por um triz 

Francisco de Sousa Vieira Filho 

ARTE: CONRAD ROSET - capitol3 - http://conradroset.blogspot.com/