The Lair of Seth-Hades: MEIO-ASSIM
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

domingo, 9 de maio de 2010

MEIO-ASSIM


MEIO ASSIM...*

Me sinto meio assim 
Quando te dói em mim 
Que sou teu meio-tudo 
Se fico meio-mudo, 
Tu falas por mim 
Que sou teu meio-pai 
E teu meio-amigo 
Um meio teu irmão 
E também inteiro-amante 
Teu servo, meio-cão 
Aonde for te sigo 
E nesse meio estou 
Um meio que teu filho 
Por fim, se nessa arte 
Exato meio eu sou 
És tu aquela parte 
Daquilo que me vou

Francisco de Sousa Vieira Filho

* ressuscitando um a um - porque alguns poemas merecem posts autônomos...

15 comentários:

Í.ta** disse...

de parte a parte. a necessidade dum outro.

muito bom!

grande abraço aí.

Lara Amaral disse...

Esse teu meio diz-te quase inteiro. Adorei!

Beijos.

BAR DO BARDO disse...

Eu sou o(s) outro(s)...

Lisarda disse...

No meio do caminho de nossa vida, este poema. Inteiramente perfeito.

Luciana P. disse...

Muito lindo esse poema, retrata sensibilidade e busca... E quem não as tem, não é mesmo?

Gostei muito de vir aqui hoje. Fiquei ouvindo música e vendo os posts. Beijos pra ti e ótimo domingo!

Zélia Guardiano disse...

Meu Deus!
Francisco!
Coisa mais linda não há!
Você e sua magia...

Um fortíssimo abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Í.ta**!

Forte abraço, bro!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

O meio é âmago, quintessência... ;)

Beijão, Laritcha!

;)

Priscila Rôde disse...

Maravilhoso. Completo.

AMEI e salvei por inteiro!!


Um beijo

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

In'lak ech, caro Bardo!

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Andei meio ausente, Lisardagnácio, mas cá de volta! :) Inteiramente perfeito?! PerFEIÇÃO interação! :D

Forte abraço!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Um mago magro... :D

Forte abraço, Zélia! Obrigado pelo carinho que sempre oferta a este poeta menor.

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Priscila de Rôde... e creia, não é elogio desmedido, que de Rodes eu te tomo, tão colossal maravilha é o que sempre vejo [e todos vêem] nos escritos teus, menina! ;) Inda me marca o encanto de teu "Tentativa"... ;)

Forte abraço a ti e à mãezinha que te concebeu, menina-flor, nesta terra-brasilis!

líria porto disse...

há poemas assim - queríamos tê-los escrito!

besos

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Líria! Sorvamos, pois, da mesma fonte-rio-etérea... escriVAMOS... :)