The Lair of Seth-Hades: CORA, SÃO-TE OS PÉS / D'ALMA E SUAS JANELAS- II / ELA
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

sábado, 22 de maio de 2010

CORA, SÃO-TE OS PÉS / D'ALMA E SUAS JANELAS- II / ELA




CORA, SÃO-TE OS PÉS

Aos pé d'aços não dá pé
Pede a sós, te seja junto
Que só mesmo muita fé
Tal amor não se defunto

No vermelho que te unto
Os teus pés, tanto beijei
Nessa altura um dia hei
[Afogar, te] seja assunto

Mi corazón te ponta-pé
Te ponho fim, ao que não é
E se de novo queira junto
Ah, nem me pergunto

Francisco de Sousa Vieira Filho
---------------------------------------

D'ALMA E SUAS JANELAS- II


“Janela aberta mar adentro... ”
(Arianne Pirajá)

Por certo seja a certa
A janela que te aberta
E se descubra a-mar-a-mundo
É que te acertas de [pro]fundo


Francisco de Sousa Vieira Filho
--------------------------------------


ELA

Ela há de ser,
Este seu ar de ser,
E o que lhe arde em ser
Hades não lhe seja...
Há de ser Eu Sou
Namastë
 
Francisco de Sousa Vieira Filho 
--------------------------------------

FOTO: http--dockera.com-pics-erotic-legs2.jpg

18 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Hades arde em ser... Bons exercícios, velho!

:)

Lou Vilela disse...

Não tive condições de comentar um a um, mas deixo aqui registrada a minha passagem e o meu encantamento com a leitura de tão belos poemas. Excelente safra, meu caro!

Bjs

cirandeira disse...

Não deixa de ser uma forma "séria"
de "brincar" com as palavras!

Lara Amaral disse...

Bons poemas meu caro! Como sempre.

Beijo grande em ti.

Lai Paiva disse...

Muito bons!!! Bj

. intemporal . disse...

.

. ! bel.íssimo . entre.asceses de corpo e alma .

.

. um abraço .

.

Juan Moravagine Carneiro disse...

Belos poemas...

abraço

Pâmela Grassi disse...

Francisco,

exuberante dança de palavras! Movimentou elas com embriago de pés, com a sedução que eles caminham,

Abraços! Boa semana neste outro canto tupiniquim!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Exer-citando a alma... :)

Forte abraço, Bardo!

:D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Que aprecie cá é o que basta, Lou... Beijo, menina, e obrigado pelo carinho de sempre... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Brincar à sério é sempre melhor... ;)

Beijão, cirandeira!

:D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijos mil, cara Lara! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Lai, beijão! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Forte abraço, intemporal! :D Seja sempre tempo de ascenção.. ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Juan! Obrigado pela presença sempre por cá... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Na dança bêbada das palavras há beleza... :) Beijão, Pâmela Grassi... :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Rebeca e Jota Cê... apreciando seus espaços... :)