The Lair of Seth-Hades: BRUJERIA
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

domingo, 30 de maio de 2010

BRUJERIA


BRUJERIA

Desejos e vontades de assassina
Soletram-me palavras, todas tortas
Inferno ou paraíso, sei que é sina
O leve abrir de pernas, abre portas

E, na percepção sutil, transportas
Nos teus passos silentes, de traquina
A tudo o mais de mim que tu deportas
Me perco nesse olhar que me alucina

Que seja a tua vontade de menina
Só quero, for assim, o que [com portas]
E abertas sejam sempre, sua ladina,
As que do coração por ti já mortas

Libere o que a pena em mim comina
Não vertam só por ti sangue em aortas
No fundo de meu peito o nome assina
Que não mais seja o teu, tu não suportas

Francisco de Sousa Vieira Filho

FOTO: http://oldboy1985.deviantart.com/art/susan-deconstructed-136800685

34 comentários:

Allyne Araújo disse...

uau!!!!!!!!! srrssrsr muito bom!!!!!!! bjao!!!!!!!

sarah disse...

Que alucina. uma delícia de inlucidez.

Lou Vilela disse...

Como é bom nos perdermos em olhares...

Outro poema singular, meu caro!

Bjs

Dayane Figueiredo disse...

Achei o blog por acaso...e por acastbm ADOREIIIII!!!! PArabens pelo blog! ta lindooo!!! amei o texto..bjos

Vanessa Souza Moraes disse...

Bom final. Tu não suportas.

O tipo de querer pesado demais. Eis minha leitura-de-retinas-fatigadas.

Lívia Cor. disse...

o apanhador no campo de centeio é meu livro preferido, so criei personagens q não gostaram do livro, não tenho a msma opinião q meu personagens ...

José Carlos Brandão disse...

O que me alucina
é a luz da poesia
nas palavras vivas
ou que ressuscitas

O que me alucina
me assassina.

Lara Amaral disse...

Nossa, intenso, gostoso de ler e... de pensar.

Beijo.

Juan Moravagine Carneiro disse...

O silêncio representado pelo olhar e suas representatividades sempre encanta e seduz...

abraço

Í.ta** disse...

excelente, meu caro francisco!

tu e tuas imagens.

tu e tuas construções poéticas muito muito bem trabalhadas!

abração!

André do Carmo disse...

muito bom poema.

Boa semana para você

Valéria Sorohan disse...

Desejos bem descrito em versos. Muito bom.

BeijooO'

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Allyne, que bom que gostou. Peço desculpas pela ausência. Por vezes, ossos do ofício clamando mais alto... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Que alucina. uma delícia de inlucidez.

sarah

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Singulares e melhores sejam sempre os próximos a vir - eis o meu desejo sempre... Beijão, Lou! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Dayane, seja bem-vinda por aqui! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Um querer pesado, intenso e louco... Beijão, Vanessa!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

É como eu disse, LÍVIA COR, gosto é gosto... não fez muito meu estilo... :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

O que me alucina
é a luz da poesia
nas palavras vivas
ou que ressuscitas

O que me alucina
me assassina.


José Carlos Brandão

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, querida Lara! ;)

Minha pena possa te satisfazer o gosto e a leitura sempre...

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

O silêncio representado pelo olhar e suas representatividades sempre encanta e seduz...

Juan Moravagine Carneiro

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Abração, í.ta**

Nas imagens, imaginativas e construções poéticas, nas auto e alo-poiéticas, sigamos... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Boa semana pra ti também, André Carmo. Seja bem-vindo!

:)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Desejos bem descrito em versos.

Beijão, Valéria Sorohan!

:)

A Mina do cara! disse...

tem um selo de qualidade pra você lá no meu blog.

abraço

Adriana Karnal disse...

"no fundo de meu peito o nome assina"...lindo, o amor assim incrustado no coração aberto, nas pernas, no olhar.

Léo Santos disse...

Minhas vindas ao teu blog, além da degustação lírica, tem também um outro objetivo, o didático, pois, onde mais irei encontrar tão rica fonte: Eu aprendo contigo!

Um abraço!

guru martins disse...

"o leve abrir de pernas abre portas"
muito bom isso!!

abraço

Kaio Rafael disse...

você é de outro nível.

invejável.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, A Mina do Cara, peguei o selo lá, mas ainda falta indicar... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Adriana Karnal, andei meio sumido, mas tow de volta... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Aprendemos juntos, Léo... este espaço acaba sendo um veículo onde exercitamos a escrita... forte abraço, meu amigo...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, guru, seja bem-vindo cá sempre... andei sumido mas tow voltando... :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Kaio Rafael... progridamos e nivelemo-nos todos... ;) Forte abraço!