The Lair of Seth-Hades: GIRAMUNDO
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

GIRAMUNDO

 
GIRAMUNDO

Há em nós o anterior à palavra...
Que o após seja doutra lavra
É que nos dormita o primitivo
Ancestral e habita no que vivo

Da metafísica, somos o que cala...
Em ritmo, o outro ser do signo
Rotação que nos transforma em ciclo
Movimento donde brota corpo e fala

Mas é certo que não tarda...
Se pressinta o que nos arda
É giro e é roda e é alma
O que pulsa e não se acalma

Se esse nós da linguagem trata...
Que na prosa tão-logo esvaia
Pois se nela a razão se aclara
É na poesia que a loucura exala

Adriana Araújo Pólenradioativo
& Francisco de Sousa Vieira Filho

GIRAMUNDO [II]

Pois ía muda rumos... mundo gira e muda rumos, porque pois ía foice... e não é a poesia que precisa do mundo, o mundo é que precisa depois ía, justo porque ela imprecisa. É que pois ía diz.atando os nós, mas até os cegos cura... e foice...

Francisco de Sousa Vieira Filho

DESENHO: Manu Maltez - http://manumaltez.blogspot.com/

31 comentários:

Lara Amaral disse...

Adorei o diálogo!

Beijos e parabéns para vcs.

Pólen Radioativo disse...

"Dizer! Saber dizer! Saber existir pela voz escrita... Tudo isto é quanto a vida vale: o mais é homens e mulheres, amores supostos e vaidades factícias, subterfúgios da digestão e do esquecimento, gentes remexendo-se, como bichos quando se levanta uma pedra, sob o grande pedregulho abstracto do céu azul sem sentido." (F. Pessoa)

Chico, querido... Que alegria saber dizer e poder dizer GIRAMUNDO contigo. Minha alegria por isso é vasta como o mundo.

Beijos...

Wania disse...

Francisco querido!

É a poesia girando em todos os mundos e fazendo o mundo girar!


Lindo demais!
Parabéns aos dois, sintonia perfeita!

Bjs

António Rosa disse...

Francisco

Muito especial este poema e o texto mais abaixo.

«Mas é certo que não tarda...
Se pressinta o que nos arda
É giro e é roda e é alma
O que pulsa e não se acalma»

Que ritmo, que melodia!

Vou conhecer o outro blogue do seu link.

Abraço

António

Domingos Barroso disse...

Suntuoso encontro,
uma viagem química
de tendões
e almas.

Fortes abraços
aos dois magos.

Domingos Barroso disse...

Digo, mago
e sacerdotisa.

E o forte abraço
cabe ao inspirado Francisco
enquanto à sua parceira
Adriana Araújo
um carinhoso abraço.

Paulo Jorge Dumaresq disse...

De Adriana e Francisco nasceu o rebento "Giramundo" que encerra toda a poesia dos pais.
Ótimo diálogo e grande poema!
Abração, conterrâneo de Torquato Neto.

Valéria Sorohan disse...

Bacana isso, parabéns a vocês!

BeijooO*

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Imagética dialética dialogal... :D

Brigaduh! Forte abraço, Laritcha! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

"Dizer! Saber dizer! Saber existir pela voz escrita... Tudo isto é quanto a vida vale: o mais é homens e mulheres, amores supostos e vaidades factícias, subterfúgios da digestão e do esquecimento, gentes remexendo-se, como bichos quando se levanta uma pedra, sob o grande pedregulho abstracto do céu azul sem sentido." (F. Pessoa)

Chico, querido... Que alegria saber dizer e poder dizer GIRAMUNDO contigo. Minha alegria por isso é vasta como o mundo.


Adriana Araújo Pólenradioativo

Boas voltas se deu... da próxima, fazemos girar ao contrário rs... bj, nina, valeu! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

É a poesia girando em todos os mundos e fazendo o mundo girar!


Lindo demais!
Parabéns aos dois, sintonia perfeita!


Wania Encantaventos

Sintonia sim tu aqui... :)

Bjaum, Wania, obrigado pelo carinho e sempre! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Muito especial este poema e o texto mais abaixo.

«Mas é certo que não tarda...
Se pressinta o que nos arda
É giro e é roda e é alma
O que pulsa e não se acalma»


Que ritmo, que melodia!

Vou conhecer o outro blogue do seu link.


Antonio Rosa Cova do Urso

Valeu, Antonio! E conheça sim, vai te surpreender! Um forte abraço! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Suntuoso encontro,
uma viagem química
de tendões
e almas.

Fortes abraços
aos dois magos.

Digo, mago
e sacerdotisa.

E o forte abraço
cabe ao inspirado Francisco
enquanto à sua parceira
Adriana Araújo
um carinhoso abraço.


Domingos Barroso

O magro e a esbelta rs... valeu, grande Domingos...

P.S.: viagem química de tendões e alma ficou ultra-poético... dá pano de manga pra uma boa poesia, viu?! Abraço! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

De Adriana e Francisco nasceu o rebento "Giramundo" que encerra toda a poesia dos pais.
Ótimo diálogo e grande poema!


Paulo Jorge Dumaresq

Tá.te.ando aqui Torquato ou Torquateando? :D

Forte abraço, Paulo!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Valéria! Beijão, menina! ;)

Renata Fagundes disse...

Lembrei da música de Chico

"...roda mundo roda gigante
roda moinho roda peão
o tempo rodou num instante
nas voltas do meu coração..."

Vim agradecer e deixar meu beijo mais que especial
obrigada pelo apoio de sempre

Acho que vc é "o amigo certo das horas incertas"

To musical hoje né?...kkkk

Insana disse...

lindoo.. eu ainda giro..

bjs
Insana

Lury Sampaio disse...

"É na poesia que a loucura exala", com toda a certeza.
Muito bom o poema.
beijos.

Gerana Damulakis disse...

Gostei muito do giro.

Pistoleiro Corvo disse...

"Conversa" fabulosa... Interessante e mágica!
Abraços!

Nadine Granad disse...

Uau! Lindíssimo!...
Existencialismo poético...

Giramundo II: que hino dinâmico!... E viva a poesia nossa de cada dia... "que assim seja (e o é)!"...

Beijos =)

Pâmela Grassi disse...

Sem muito tempo para perumbular pelas palavras, neste visita a beleza e a pecularidade dos teus escritos permanecem, e agora em parceria com outro poeta! Parabéns!

Beijos

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Lembrei da música de Chico

"...roda mundo roda gigante
roda moinho roda peão
o tempo rodou num instante
nas voltas do meu coração..."


Vim agradecer e deixar meu beijo mais que especial
obrigada pelo apoio de sempre

Acho que vc é "o amigo certo das horas incertas"

To musical hoje né?...kkkk,


Renata Fagundes

Nestas épocas em que amizade, mesmo 'real', é fugaz, cultivar amizade, apreço sincero por cá, no mundo das virtualidades, sempre vai parecer raro... um forte abraço, Renata!

P.S.: se insistem te imitar é que tens algo que não tem quem te imita... chato, sem dúvida é, mas também é indício de que está no caminho certo...

Um forte abraço, nina!

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Bjs mil, Insana!

Andei girando em orbes outros, mas cá voltei... :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

"É na poesia que a loucura exala", com toda a certeza.
Muito bom o poema.


Lury Sampaio

Bjus mil, Lury! Seja bem-vinda cá! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Giremos, Gerana, girântemos e girassóis... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

"Conversa" fabulosa... Interessante e mágica!

Pistoleiro Corvo

Impressões e pólvora incombusta sempre por cá... obrigado pela visita sempre, Pistoleiro Corvo...

Forte abraço!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Uau! Lindíssimo!...
Existencialismo poético...

Giramundo II: que hino dinâmico!... E viva a poesia nossa de cada dia... "que assim seja (e o é)!"...


Nadine Granad

Às.hino embaixo...

Bjs mil, Nadine! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Sem muito tempo para perumbular pelas palavras, neste visita a beleza e a pecularidade dos teus escritos permanecem, e agora em parceria com outro poeta! Parabéns!

Pâmela Grassi

Sei estar no tempo do coração, então estou bem... obrigado pelo carinho de sempre, Pâmela! Bjs mil! ;)

Maria Paula Alvim disse...

Deve ser por isso que dizem que a poesia é a mola mestra do mundo, né? Gostei muito dos dois textos. Parabéns.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Deve ser por isso que dizem que a poesia é a mola mestra do mundo, né? Gostei muito dos dois textos. Parabéns.

Maria Paula Alvim

Picasso, acho que foi ele, dizia: os poetas são as antenas da raça... não gosto de mta. megalomania, nem imagino o poeta seja tanto ou a poesia... inútil como técnica pras coisas do mundo, mas tão necessária quanto o ar que se respira [pra quem respira de verdade, já que alguns apenas 'vivem']... :D

Bjus mil, Maria Paula, seja bem-vinda neste cantinho que é nosso... ;)