The Lair of Seth-Hades: ANDAIME
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

domingo, 8 de agosto de 2010

ANDAIME



ANDAIME

Não é a poesia que precisa do mundo, 
o mundo é que precisa depois ía, 
justo porque ela imprecisa.


Curta a noite. Que tão-logo passe. De flor ar teu caminho. A-risco feito coisa-feita. Sem amar-às uma – diz-[carta às] na manga. E à dor hei de sem ti, [bem sei me]. Se ainda de moro-te. E me parece viva. Quase se movente. Deste-erro se aprende. Como de todos mais. E no prato mais fundo. A-larga margem de erro, se faz de muito rio da vida... Amasse o erro como, sábio, ama[ssa] o pai ao ver, nu cair do filho, o aprendizado de andar... Se me des-pido é que te peço compre e são. E, na trilha deste andaime, sigamos, pois; que divagar com a dor [e com anda-e-ame] face bem; se faz que passe logo... A no[i]te tudo ao fim. Ía-té, mais ti[arde]... Vou! Ir-rei és quer ser se nus me uso erros crê só.

Francisco de Sousa Vieira Filho
FOTO: http://ffffound.com/image/51d8605a93847465949b387966d502d865631f4a?c=4705051

16 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Meu Deus! Que coisa mais linda!
Fico encantada com esta sua habilidade para construir poemas assim...
Demais, meu amigo!!!
Abraço bem forte

Valéria Sorohan disse...

Esses requisitos envoltos em sua verve poética, tudo isso é muuito estimulante. Não posso ler vc todos os dias, me falta ar.
:-))

BeijooO

tonhOliveira disse...



I MA(mei)GEn andas!

Santo... an da(i)me a tua mão
e a tu a li za o meu ta tomara.

Depois ia... ou mel hor, va ticina o encontro...

Tô sem fô l(o)ego
vou res(pirAR) um pouco...

Até!

Ah! braçAR-Te fortchê!

tonhO ou Oh not!

Tania regina Contreiras disse...

Nossa, cara, quanta criatividade, aqui jorra, heim? Muito bom!
Abraços,
Tânia

El Bailaor disse...

Realmente muito hábil com as palavras, admiro muito esse tipo de construção!

Forte abraço! :)

Pólen Radioativo disse...

LINDO, LINDO, LINDO!!!!

Sinto a retina clara(E)ando entre teus versos como se pudesse viver de-lírios...

Um beijo, poeta!!!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

É só uma brincadeira rs... mas à vezes fico com medo... quando a gente engrena num jeito fica sem saber como fazer parar as vozes na cabeça pra que se escreva rs...

Beijão, Zélia! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Pois, espero, te falta-ar-ei sempre para então te fart-ar... :D

Beijos mil, Valéria! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

I MA(mei)GEn andas!

Santo... an da(i)me a tua mão
e a tu a li za o meu ta tomara.

Depois ia... ou mel hor, va ticina o encontro...

Tô sem fô l(o)ego
vou res(pirAR) um pouco...


tonhOliveira

Santi-fiquemos a amizade ao abraçAR-TE

Forte abraço, tonhOliveira! :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Que se é jor-nada pois ía jorra-ar...

;)

Beijão, Tania regina Contreiras! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Minha poesia anda a-pré-cio...

Forte abraço, El Bailaor! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

LINDO, LINDO, LINDO!!!!

Sinto a retina clara(E)ando entre teus versos como se pudesse viver de-lírios...


Adriana Pólen Radioativo

Não com-medido a-prece-ando-te em igual medida!

Beijão, Adriana!

aluisio martins disse...

maravilhoso jogo de palavras com seus incontáveis sentidos e ritmos.
parabéns
abs

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Aluísio! Seja bem-vindo por cá! Sinta-se em casa por cá...

Cris de Souza disse...

Suas contruções são de mestre!
Que desenvoltura lírica...

Beijo, poeta!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Cris! Um dia chego lá... ;)

Beijão!!! :)