The Lair of Seth-Hades: MAR BRAVIO
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

sexta-feira, 9 de julho de 2010

MAR BRAVIO


MAR BRAVIO


Se te me aconchego
Me ofertasse o rumo
E se a ti me achego
Aprumasse o prumo

Tu, de proa a popa,
Nua, do diabo fosse
Quer me desse sopa
Quer fizesse doce

Desta nau, a quilha
Mais vil armadilha
Que me seja a guia
Que se rema é dia

Rasga mar bravio
Sorve cada sumo
Chama-te o pavio
O controle assumo

Francisco de Sousa Vieira Filho

FOTO: http://yayeveryday.com/post/4624 & http://designyoutrust.com/2009/06/12/in-search-of-earths-core/

33 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Opa, gostei. Redondas redondilhas no mar da vida, assumindo o con trole além do naufrágio.

Abraços.

A Mina do cara! disse...

intenso poema!
gostei!

um abraço

Pâmela Grassi disse...

Francisco,

as palavras tuas, acompanhadas da imagem, deixam ciscos de inquietações pelo caminho, tamanho constituição de beleza. Adorei!

um beijo,

Mateus Luciano disse...

clássico Francisco
navegando por mares bravios e inóspitos

Lara Amaral disse...

Jogar com rimas e métrica e ainda com tanto conteúdo não é para qualquer um. Vc é realmente um dos melhores daqui nisso.

Beijo.

Vanessa Souza Moraes disse...

Dê-me o controle da vil armadilha, rs.

Úrsula Avner disse...

Olá meu caro autor, bela escrita poética, em versos melodiosos com harmoniosa métrica e rimas elaboradas. Um abraço,

Úrsula

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Redondo apego ao quadrado, meu caro José Carlos... adoro poema retangular ou quadradinho [na estrutura, não no ser careta rs...]

Um forte abraço, meu amigo ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Intenso, eis a intenção... ;)

Forte abraço, "A Mina do Cara!"

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Pâmela Grassi, que te marquem o caminho muito me faz feliz... beijão! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Eu me perguntava aqui enquanto escrevia, Mateus Luciano, se acaso há mar mais bravio que aquele onde deitam as curvas de uma mulher - só pude constatar que sim: o da alma feminina... ;)

Abraço, meu amigo :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, caríssima Lara, minha amiga, a métrica - confesso - maculei um pouco em prol do quadrado, de ficarem os versos tudo do mesmo tamanhinho... :P se o exercí[cio] me permita um dia ficar bom como o Henrique Pimenta tá blz - em métrica, ele é ninja!... :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

É todo seu, Vanessa... dou-te e de bom grado rs... :D o perigo só reside na medida em que se constata o controle seja ilusão... ;)

Beijão, menina! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Abração, Úrsula! Melo o dia que rema é dia... :D

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade
Abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ilha cedo se avista
Se da quilha-vontade
A verdade não dista

;)

Forte abraço, Profeta!

:)

Huga Katia disse...

Lindo!! amei o poema!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Huga Kátia, obrigado!

Bjo! :D

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

nossa, que fera!
muito bom, forte e másculo

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Força, sim, talvez quem sabe... sobreviver sexo frágil sob as inconstâncias do mar bravio-fêmea...

:D

Beijão, Walkyria!

Forte abraço!

;)

Lívia Cor. disse...

um pouco fernando pessoa, mto bom

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Eita!... Obrigado, Lívia... um dia chego aos pés... Bjão! ;)

Natural.Origin disse...

Gostei de tudo...

Sorriso:)

Cynthia Osório disse...

ow que esse espaço é uam delícia, moço... prometo passar com mais calma pro deleite ser compelto...e´q agora o sono me veio!
eu voltarei!!rsrsrs

Joakim Antonio disse...

Olá Francisco,

Poemas sempre bem construídos e metrificados. Admiro muito isso.

Parabéns!

Pólen Radioativo disse...

Companheiro, é assim mesmo que a poesia acontece. Se achegam e aconchegam letra e leitor, o mar e a nau... E o que tu escreves permite esse encontro e esse abraço.
Muito massa!!!

Valeu pelas visitas e pelos comentários. É uma honra pra mim recebê-los.

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

ESTE MIMO E PARA VC!!
http://1.bp.blogspot.com/_I9aVa_l11FI/TD35L6y6VxI/AAAAAAAACAM/azlza9XS2-E/s320/FRETYUIO.JPG
seu kantinho cada dia mais fofo esta lindooooooooooo!!

Andrea de Godoy Neto disse...

Francisco, realmente impressionante como dispões as palavras e rimas.
belísimo poema!

gostei daqui um tanto!

obrigada por tua visita lá no 'olhar'

um abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Natural.Origin... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Cynthia Osório, seja bem-vinda! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Joakim, forte abraço! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ao encontro hei... forte abraço, Pólen Radiotivo... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Pois gostei em igual medida do "olhar"... forte abraço, Andrea de Godoy ;)