The Lair of Seth-Hades: ÍSIS
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

segunda-feira, 19 de julho de 2010

ÍSIS



ÍSIS

Mais oculto está o que se mostra
Frente a todos mais se encortina
O que ante o palco-sol se prostra
Que somente o mais arguto atina

Seja a cosa que tomemos nostra
Ou se outra que qual dançarina
Cega olhos à mais fina amostra
Qual cigana em dança felina

Melhor nos sirva esta neblina
Que, no escuro do mar, a ostra
Que ao entesourar logo malsina

E a sabedoria que se entremostra
Faz-se a pedra de toque, a quina
Que expõe os sete véus à mostra

Francisco de Sousa Vieira Filho

ARTE: http://yayeveryday.com/post/7241.jpg 

28 comentários:

Ianê Mello disse...

Lindo soneto, amigo. Bj.

Sil.. disse...

Que lindoooo isso, Francisco.

Um abraço meu!

E que tu tenhas uma semana maravilhosa!

Lara Amaral disse...

O jogo de sedução.

Lindo soneto!

Beijo.

Fred Caju disse...

Excelente soneto. Congratulo-o pelo sítio e lamento a mim mesmo por não ter visitado esse espaço antes...

líria porto disse...

eita - que beleza!

sniff - eu não sei fazer soneto...

besos

Mulher na Polícia disse...

A arte da sedução tem muitos mistérios. E você navega por aí. sem medo?
: )

Um beijo!

Babi Leão disse...

Excelente !

Obrigada por passar no meu blog,
mas acho que só conheceu meu lado egoísta,
tenho outro:
http://babileaodeoliveira.blogspot.com
Fique a vontade !

Í.ta** disse...

"Mais oculto está o que se mostra".

achei perfeito este começo!

abraço!

p.s.: tô cá vendo o uniforme do brasiliense, rsrs...

Moni. disse...

Belíssimo olhar: o que descortina.

Belíssimo!
Meus aplausos!

Valéria Sorohan disse...

Sempre de sentir sensível e delicado. Aguda porque de versos breves. As palavras serpenteam imagens, até mesmo para as mentes mais desavisadas. Gostei muito deste seu poema!

Pólen Radioativo disse...

"Cega olhos à mais fina amostra
Qual cigana em dança felina..."

Eis a mágica... Arte que tem Ísis como senhora... Eleitos são os que conseguem ver e se embalar nos (en)cantos por trás dos véus...

Muito lindo, Francisco!

Patrícia Lara disse...

Olá!

Belo poema!
Lindas imagens... parabéns!

Abraço,
Patrícia Lara

André do Carmo disse...

Dos poemas mais lindos e misteriosos que ja li aqui.
ele diz tudo e ao mesmo tempo é oculto.
perfeito

parabens francisco

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Ianê! Obrigado! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Pra nós todos, Sil! ;) Beijão, menina! :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Pois nos joguemos no jogo então... ;)

Enorme xêro, cara Lara! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Fred! Seja bem-vindo por cá! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ow, pois julgo sua poesia tão mais bela, Líria... soneto é só uma forma... ;)

Forte abraço!!!! :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Navegar sem medo seria por demais imprudência de quem não respeita as curvas do mar bravio mulher e os meandros da alma feminina... ;)

Beijão, Mulher na Polícia

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Espiando e seguindo os dois espaços, Babi, um mais belo que o outro... ;)

Beijão, menina! :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Forte abraço, Í.ta**!

Tem cada coisa tosca nos 3.ºs uniformes rs...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Moni! Bem-vinda por cá... ;) Bjo!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Serpenteia, sempre a teia de palavras que nos enlaçam nós... ;)

Beijão, Valéria! :D

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Polen Radioativo! Moça, virei seu fã... sou meio-escravo da forma... vez em quando me permito uma fuga [rápida]... vendo teu escrever: candente, pulsante, vivo, pleno, liberto e poético [no sentido vero da palavra]... dá uma inveja boa... :D Beijão, menina!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Patrícia Lara! Valeu! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Tentei fazer o poema bem ao mote da própria temática do mostrar e ocultar pra encaixar-se ele próprio nesta idéia... Forte abraço, André Carmo! :D

El Bailaor disse...

Belo soneto, Francisco!

Aliás, a postagem acima desta, está maravilhosa tb! Com uma imagem linda ilustrando...

Abraço dos secretistas! :)

Lou Vilela disse...

Quantas possibilidades de leitura! Vi o mito, a mulher, a poesia...

Construção que surpreende, alumbra desde o título. - Pura mestria!


Beijos