The Lair of Seth-Hades: DULCE & DULCÍSSIMA
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

sábado, 31 de julho de 2010

DULCE & DULCÍSSIMA


DULCE

Que vibra, acontece e transita na alma de menina, ao descobrir que, ao mais simples olhar que lhe fita, ela hipnotiza e fascina? Se tal coisa seja maldição ou sina, qual mistério a se antever no ar, fez-se a alma de menina, uma alma de mulher pra amar. E se conscientiza de um dom que é seu. Que é de controle, mais que posse – mando e domínio. Que faz servil, e de bom grado, não se oferece resistência. E nem lhe importa bem seja lá um poder seu. Ou se fraqueza do olhar que ela venceu.

Francisco de Sousa Vieira Filho

DULCÍSSIMA

Que transita na alma feminina,
Se descobre, ao mais simples olhar
Que lhe fita, hipnotiza e fascina...
Faz o coração renitente falhar

Se tal coisa é maldição ou sina
Qual o mistério a se antever no ar
Que se fora uma alma de menina
Torna-se alma de mulher, pra amar

E nem cuida seja tão um poder seu
Ou se fraco o olhar que ela venceu
Desabrocha já ciente de seu dom
                                        
Que se faz mestra ao dançar ao som
E que palpita, é nosso, teu e meu
A dizer que essa menina já cresceu

Francisco de Sousa Vieira Filho 

FOTO: http://ffffound.com/image/f2a38823fb4b5c2a0ddf18011478f334306070fc?c=5508186

23 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Belíssimo, Francisco!
Magia em dose dupla.
Você é realmente perito neste mister de encantar...
Grande abraço, amigo!

Lou Vilela disse...

Que belo poema?! Encantada, Francisco!

Beijos

A Mina do cara! disse...

Gostei da 'transformação' entre prosa e poesia.
Realmente, Dulce & Dulcíssima...

Lara Amaral disse...

Estilos literários para todos os gostos. No caso, todos me agradam, vindo de poeta tão sensível como vc.

Beijo.

L. M. disse...

É difícil comentar algo aqui no seu blog. Você esgota todas as palavras quando escreve aqui...
Lindo.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Em-cantos não de borda, mas de centro... ;)

Forte abraço, querida Zélia!

;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Lou! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Tava matutando aqui na transição que há entre a meninice e o despontar da mulher que vem, quando se dá conta [ou nem se dá] do poder que tem de atrair, de cativar, ao mais simples olhar... fiz primeiro prosa, mas ficou poético e decidi catar um soneto lá de dentro... exercício... ;)

Forte abraço, Mina do Cara! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Laritcha! Toca-me em igual medida elogio teu... Xêro, menina! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Mas seu canto cá já me encanta L.M. a despeito de comentário ;)

Forte abraço, menina! ;)

Cris disse...

Só vc mesmo pra fazer um poema assim, senti-me tocada ao fundo. Belo&Belíssimo.
bjsss


Cris...

André do Carmo disse...

Lindo Lindo
Vc meu caro Francisco tem um dom descomunal de descrever em suas palavras tudo o que de há mais belo na humanidade! o Ser! em suas mais variadas faces e fases

Abraço

Cris disse...

Creio que a fonte de inspiração foi boa...


bjimm

Andrea de Godoy Neto disse...

que lindeza, Francisco! Gosto dessa versatilidade. E teus versos são encantos

abraço pra ti

Pólen Radioativo disse...

Lindo mesmo!!! De atravessar as formas (poesia e prosa)e beijar "dulcemente" a pele de quem os olha.

Um beijo!

El Bailaor disse...

Meu sincero encantamento, Francisco!

Tornou o dia desse poeta mais "dulce".

Grande abraço! :)

Renata Fagundes disse...

Em toda alma feminina habita uma Dulce...forte, doce...

beijos cintilantes

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Cris, a inspiração sempre ajuda muito! :) Beijão!!!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ser hemos! :D

Obrigado, André, e forte abraço!

:)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Em canto que é de centro, no alvo, na mosca... Beijão, Andrea de Godoy! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Dri, transitar entre as formas (poesia prosáica e prosa poética) é "dulce" :D

Beijo, menina!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Sua visita fez o mesmo efeito por cá... Forte abraço, El Bailaor! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Despertar que se principia na adolescência e depois torna a cada amanhecer desde então... :)

Beijão, Renata! ;)