The Lair of Seth-Hades: QUANTO A PONDERAR SE IMPÕE ERRAR / PERDAS E GANHOS / APENAS!
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

sexta-feira, 14 de maio de 2010

QUANTO A PONDERAR SE IMPÕE ERRAR / PERDAS E GANHOS / APENAS!


QUANTO A PONDERAR
SE IMPÕE ERRAR

Riscos há sempre
- Janela de vidro -
Lá fora!

Francisco de Sousa Vieira Filho 
------------------------------------------

PERDAS E GANHOS

A vida é feita de perdas
No plano do visível.
Os ganhos, presumo,
Estejam no invisível...
Só espero que os vejamos,
Antes do fim...

Francisco de Sousa Vieira Filho 
------------------------------------------


APENAS!

Há penas que são duras
Mas que trazem beleza
E a despeito das agruras
Só desejo te assim seja

O que te escorre da pena,
Ó artista, tão belo chega
A ser que sangra a chaga
Corroa e me dê dó,
Ou o que seja...
Mas, pena,
Que é a vida!
[inteira]
De penar...

Francisco de Sousa Vieira Filho

FOTO: http://ffffound.com/

Post-criptum: o post de hoje é dedicado à perda de um amigo...

25 comentários:

cirandeira disse...

Nossos "vidros" poderão, quem sabe?, se transformar em pó, e a depender dos ventos, um dia serão
apenas pedras...!?
Tuas "ponderações" levaram-me a
"filosofar" um pouco, coisa que às
vezes gosto de fazer...
Um abraço

Keila Costa disse...

Belas poesias Francisco...Bom conhecer seus escritos...
Abraços

Lara Amaral disse...

De visível, só a poesia mesmo, ainda assim, só alguns se importam com ela.

Nesses escritos, te vejo e me vejo.

Beijos.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Francisco! Passando para te desejar um ótimo final de semana e dizer que adorei os poemas, pequenos na estrutura, porém, gigantes na profundidade.

Bela homenagem que fazes ao teu amigo. Aceite meus sentimentos.

Abraços e que fiques com DEUS.

Furtado.

Suelen Braga disse...

Deliciei-me por aqui...
E pretendo voltar sempre
Beijo grande =*

mdsol disse...

Muito bem, Francisco.
E como produz! Continue.

:))))

. intemporal . disse...

.

. ___________________ da ascese que sendo prece nunca é memória antes vitória da permanência do ventre .

. há tanto e para sempre seio presente .

.

. ___________________ que sejam os olhos rasos as asas rasas por onde passas o passo ao acaso do silêncio .

. deixo um abraço . hoje, amplo e fraterno .

.

. um bom fim de semana .

.

. paulo .

.

LÍVIA COR. disse...

gostei mto do 'perdas e ganhos', e do resto do blog. voltarei aqui mais vezes, com certeza

Curiosa disse...

Sábias palavras, querido francisco ... Muito sábias: da vida, sabemos a metade, e olhe lá!

grata pela visita e pelas palavras em meu blog ...

bjos

Juliana. disse...

Perdas são difíceis de entender, não é meu amigo, mais lembre-se das boas memórias, dos momentos..e saiba que onde estiver ele está muito bem!

"A vida é feita para ser vivida
até onde ela nos basta!"

Um abraço
Juliana

ryan disse...

muito bom os poemas
perdas e ganhos muito bom
nem tudo q existe é visivel pelos olhos

BAR DO BARDO disse...

Bons golpes.

Gostei muito do haiku:

"Riscos há sempre
- Janela de vidro
- Lá fora!"

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Por vezes fico a pensar, poesia é letra fria ou ponderações que faz o leitor?! Beijão, Cirandeira! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Forte abraço, Keila, seja bem-vinda! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Vejamo-nos as almas sempre, Lara. Beijão! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Letra é moldura, é veste - sentimento é ruptura, é tensão, que de palavras, por vezes, se reveste... palavra mesmo pequena, por vez, comporta sentimento grande... :)

Forte abraço, Rosemildo! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Suelen, seja sempre bem-vinda por cá - sinta-se em casa neste espaço que é nosso! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Produz[INDO]...

Beijão, mdsol! :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Forte abraço, Paulo... seus espaços, sobretudo o "intemporal" constituem a mais grata surpresa que tive na blogosfera nos últimos tempos... arte, arte, arte - e em altíssimo nível!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Volte sempre Lívia Cor e seja bem-vinda por cá! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Beijão, Curiosa... aventuremo-nos na curiosidade de saber mais da vida! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ausência é um dedo em riste
Que te aponta o que for triste
O que se fez e o que se deixou
Por quem aqui não nos ficou

Beijão, Juliana! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

...só o essencial...

Forte abraço, Ryan!

:)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

...a golpes de mangual, meu caro Bardo. :D

O haicai foi de bate-e-pronto... ficou bacaninha, né?!

Forte abraço, grande Henrique!

Silvia Masc disse...

Perder os cabelos para a quimioterapia para mim foi o mesmo que receber uma ordem do ladrão:- A bolsa ou a vida". Ganhei!

Ultimamente, perdi a paciência, o bom humor, o riso que me é tão fácil, esperando o ganho da casa nova, creio que ainda devo esperar algumas semanas para percebê-lo.

Beijo afetuoso "Franchico" (era assim que meu filho chamava um amiguinho, quando ele ainda era pequeno.