The Lair of Seth-Hades: PÃO
Arte: Meats Meier - http://beinart.org/artists/meats-meier/gallery/meats-meier-2.jpg
Presente do amigo Zorbba Baependi Igreja - artista plástico, poeta e um dos idealizadores da Revista Trimera de Letras e do Projeto Academia Onírica [poesia tarja preta].

LIRA ANTIGA BARDO TRISTE & LIRA NOVA BARDO TARDO

Galera, estou pondo uma conta PagSeguro à disposição, para quem [assumindo o risco por sua própria alma] tenha interesse em adquirir um de meus livros [Lira Antiga Bardo Triste ou Lira Nova Bardo Tardo]. O custo de cada exemplar é de R$ 10,00 + R$ 5,00 de frete. Valeu! :D

P.S.: a PagSeguro não fornece um sistema de cadastro de vários produtos, de modo que, quem efetue a compra, deve me enviar um e-mail [iarcovich@hotmail.com], ou mesmo me deixar 'comment' aqui mesmo num dos 'posts', dizendo qual exemplar deseja receber. Por hora, a forma de pagamento disponível é apenas a de boleto bancário. Amanhã já liberam pra cartão. ;)

Pag Seguro - compra dos livros

Carrinho de Compras

sábado, 27 de fevereiro de 2010

PÃO

 
PÃO

Nem só de pão vive o homem
Como que criado em suplício
Dor e vazio se lhe consomem
Luta severa e sem armistício

Se por tal fome se lhe tomem
De cujo saciar não há indício
O que se denomina o homem
É o que se o define de início

E arde em ânsia e em desejo
Por tudo o quanto lhe rodeie
E de paz em si não há ensejo
Nem bálsamo que a isto freie

Vazio e eterna busca residem
No que é mais seu, a natureza,
Sem que se possa dizer ilidem
A porção de sua torpe baixeza

E se na criação quis ser idem
Ao Ente que lhe cedeu beleza
Marcou para que a si lapidem
As criaturas e por tal sutileza

Um querer que não se ofusca
É como segue o ente humano
Que tudo quer e a tudo busca              
Na proporção de um oceano

Francisco de Sousa Vieira Filho

FONTE: VIEIRA FILHO, Francisco de Sousa. Lira Antiga Bardo Triste. Teresina - PI: Gráfica e Editoria O Dia, 2009. v. 500. p. 25.

ARTE: erooups.com/img/img2/20091230/erotic/daily_erotic_picdump_171_48.jpg

37 comentários:

mdsol disse...

Muito bem!
:)

Hana disse...

Oi sempre volto aqui, sabe para alimentar minha alma de tudo de belo que vc coloca em suas postagem, agradecer seu blog onde passo algum tempinho, vendo o que tem para hoje...rs.Um grande abraço mágico a este ser maravilhosos que lembra do Dom Quixote.Com carinho.
Hana

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, mdsol, obrigado pela visita! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Hana, tudo bem? Creio mesmo a arte [e poesia também aí inclusa] possa ser alimento pra alma e pro coração... sei que não posso ofertar um manjar, mas se minha arte menor agradar ao paladar, me sinto lisonjeado... Bjaum... ;)

Felina Mulher disse...

Vim alimentar-me de tuas poesias....lindas como sempre.

Desejo-te um belo Final de semana.

Lara Amaral disse...

Gostei do seu blog.

Interessante a arte, hehe, bem sensual.

Beijo para vc, obrigada pela visita =).

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Um belo fim de semana para nós todos, Felina... um forte abraço! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Lara, seja bem-vinda! Beijão! :)

Renata Fagundes disse...

Ahhh o homem
esse animal insano
na eterna luta entre o sagrado e o profano.

essa dualidade dentro de nós me fascina.

Parabéns pelo blog

desculpe a demora em visitá-lo
vida corrida..mas estarei sempre por perto =)

Grande abraço Francisco

Obrigada pelo carinho com meu espaço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Renata, seja bem-vinda!

Ahhh o homem
esse animal insano
na eterna luta entre o sagrado e o profano


É de sua autoria?!

Gostei muito!

:)

Beijão!

O carinho, vejo, é recíproco... este cantinho cá é nosso... sinta-se à vontade...

( ) disse...

Agradeço a disponibilidade para apreciar o meu trabalho e fico contente por ter gostado, é um prazer sabê-lo. Obrigado.

Fábio Ramunni

Ianê Mello disse...

LIndíssimo poema.
Parabéns!

Beijos.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Arte comunica, arte toca, arte alimenta [e por vezes também choca]... sua arte faz viajar... parabéns, Fábio...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Ianê, beijão! ;)

Lisarda disse...

Tanto Tántalo en tu tinta y chocolate que abunda na bunda...parabéns por los poemas que no temen reflexionar.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Obrigado, Lisarda, e bem-vinda! ;)

BAR DO BARDO disse...

O descontentamento é eterno quando vivemos no efêmero...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Hail, Henrique, blz?!
Certa vez li, num desses autores de auto-ajuda da moda, que sucesso é ter o que se quer [felicidade é contentar-se com o que se tem]... pra ele, pode-se ter sucesso sem ter felicidade... Penso, o descontentamento seja humano... estamos sempre à cata, sempre em busca... Maquiavel diria não haver paz no coração do homem a sempre querer mais [mais saber; mais ter; mais poder; mais...] :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

P.S.: lembrando agora, Sócrates também diria "a felicidade é a arte de contentar-se com o pouco." não apregoando o comodismo, a falta de ambição ou a pequenez, mas o contentamento com o que se conquista [se não se pode ter mais]...

Mateus Luciano disse...

realmente nem só de pão vive o homem mas também de carne!!!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

só se for filé... leite, ovos, calabresa e um pouco de manteiga também caem bem [risos]... brincando...
Forte abraço, Mateus...

Primeira Pessoa disse...

francisco,
tentei "cortar e colar" alguns de seus poemas para enviar a um amigo e o seu blog não possibilita isto.

caso resolva desabilitar esse "mecanismo", será mais fácil dividir sua poesia com outras pessoas.

abração do
roberto.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Roberto, pus isso ontem, tava por cá testando recursos novos... :P Vou tirar e você recorta... Abraço!

Nydia Bonetti disse...

Humanos, o que somos... Nada fácil, ser humano. :) Bom final de domingo!

Os brejos ao redor de minha alma agreste... disse...

OIE QUERIDO, AMEI ESSE, MTO HUMANO MESMO...
EFEMERIDADE,DUALISMO,AMBIÇÃO... TUDO O Q FAZ PARTE DE NÓS E, AI PERDÃO HJ ESTOU UM POUCO DESCONEXA, ACHO Q Ñ CONSIGO TRAVAR UM DIÁLOGO COMIGO MESMA...
VEJA SÓ MAIS UMA CARACTERÍSTICA HUMANA: CONFUSÃO!!
BJOS, AMO SUAS POESIAS! SUCESSO E FELICIDADES VIU? RSRS..

Luciana disse...

Oi Francisco!
Passando só para te responder a pergunta que me fez lá na caixa sobre a seleção dos textos.
Então, eu uso um HTML. Nesses dois links abaixo tem como bloquear a seleção e o botão direito do mouse (não gosto muito de bloquear o mouse por que eu mesma uso xD). Tenta colocar como ensinam e, qualquer coisa, me procura.

http://www.tudodeblog.com/2010/02/bloqueando-selecao-de-texto.html

http://www.planetadablogueira.com/2010/01/como-desabilitar-botao-direito-do-mouse.html


*testei os dois e funcionam ^^

Beijo.

Marcelo Novaes disse...

Francisco,



Que arde, não há dúvida.
Eventualmente, lapida-se,
dilapidado.




Abração.

Silvia Masc disse...

Que chato, fiz um comentário grandão... e deu bug no blogger, não saiu.. e agora estou babando no teclado de sono... volto amanhã.

beijinho e boa noite, será que agora vai?

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Nydia, bom começo de semana! ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Rita, obrigado... vez em qd. tb. estou lá no seu cantinho... ;) Bjos!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Valeu, Luciana! Pus e tirei... tava testando... ;)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Forte abraço, Marcelo... vez ou outra também se corrói e causa erosão íntima... :)

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ow, é chato pra caramba quando isso acontece, Sílvia... eu termino de digitar seleciono e ponho logo CTRL + C rs... antes usava um arquivo do word só pra isso, com o nome teste... compulsivo?! só um pouco rs... Bjão! E descanse, menina... ;)

Silvia Masc disse...

Um querer que não se ofusca
É como segue o ente humano
Que tudo quer e a tudo busca
Na proporção de um oceano (lindoooo)


O homem vive também de dores amores, poesia, diversão e arte.

Eu tinha ouvido falar em sushi erótico, mas foundue erótico ainda não...

beijos e boa semana!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Falar em sushi erótico e foundue erótico [também nunca ouvi falar de ambos rs...], isto me lembrou um trecho de Gabriel García Marques em memórias de minhas putas tristes, onde dizia que - enfim - beirando os noventa anos, sentia-se liberto de um cativeiro que começara aos treze, fazendo referência aí à ânsia / compulsão / apelo / desejo / escravidão sexual masculina. Ele queria traduzir uma perspectiva além da compreensão do universo feminino de como é o sexo para o homem - uma necessidade tal qual alimentar-se, nem sempre passível de ser ladeada pelo sentimento [amor]... na impensidão destes quereres, a que a poesia se remeteu e com os quais lidamos, há este também...

Silvia Masc disse...

Sou fã do G.G. Marques, esse livro a qual você se refere,Memórias.. foi um dos mais lindos que li, quanta poesia... já o reli 3 vezes.
Foi genial a sua lembrança.
beijinho

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Oi, Sílvia, postei hoje uma poesia em homenagem ao Gabriel García Márquez... espero que aprecie... ;)